segunda-feira, 29 de julho de 2013

O Partenon da Grécia

Partenon  é o nome de um templo, erguido no século V a.C. na Acrópolis, uma montanha localizada no centro da cidade de Atenas, e cuja estrutura, apesar do tempo, conflitos e poluição, ainda se encontra preservada. A palavra Partenon significa “a sala da virgem”, e o objetivo de tal edifício era prestar uma homenagem à deusa Atena.

Sua ideia é atribuída a Péricles, um dos principais líderes democráticos de Atenas, que iniciou uma série de obras públicas (entre elas, a construção do Partenon) após um saque à cidade feito por tropas persas.

 O projeto é de autoria dos arquitetos Ictinus e Calícrates, que se baseiam nos preceitos da arquitetura dórica, cuja característica principal é a utilização de colunas caneladas, de molde redondo com uma placa quadrada em cima. Para realizar a tarefa, foi designada uma equipe de arquitetos e artistas liderada pelo escultor Fídias, que inicia o trabalho por volta de 447 a.C. e o conclui quinze anos depois.

De acordo com estudos realizados, o templo de mármore branco era originalmente pintado de maneira chamativa, nas cores vermelho, azul e ouro.

Na chamada “sala de adoração”, havia uma imagem de Atena, de madeira, com acabamento de marfim e ouro de aproximadamente 10 m de altura, decorada com braceletes, enfeites e outros elementos decorativos; os olhos eram feitos de pedras preciosas e no seu peito estava a cabeça de uma das górgonas (monstros da mitologia grega) em marfim. Cada uma das sacerdotisas tinha uma sala especial no templo.

sábado, 27 de julho de 2013

E os Cuiabanos sofreram com o Frio

Recentemente escrevi sobre a ausência de um frio intenso em Cuiabá, mas durante esta semana vivemos o verdadeiro "inverno". Graças à Deus eu estou em férias, caso contrário não teria conseguido ir trabalhar. Minha irmã e meu sobrinho enfrentaram o tempo gelado e confesso que ficava com pena deles quando saiam para pegar o "busão" às 6:00 horas da manhã.

 De acordo com informações do G1.com "os termômetros de Cuiabá registraram nesta terça-feira (23) o dia mais frio dos últimos quatro anos, chegando a marcar 8.8ºC durante a madrugada, de acordo com dados do 9° Distrito de Meteorologia de Mato Grosso. A sensação térmica, contudo, chegou a 1ºC na capital do estado.
 A previsão para a quarta-feira (24) é de que a temperatura fique entre 11.2º C e 21ºC. A queda nos termômetros em Mato Grosso, segundo o Distrito,  é devido a uma massa de ar frio com características polares que veio do sul do país, em um fenômeno conhecido como friagem".

É claro que os telejornais noticiaram a chegada de uma frente fria no estado, mas muita gente não levou à sério e diziam que "foram pegas de surpresa"... Nós já estávamos preparados com os novos edredons, toucas, luvas, botas, aliás, quando começou o outono em 22 de março, mandamos lavar os cobertores para a possibilidade de um frio além do costume.

Eu não tive coragem de sair de casa e acredito que muita gente também. Foi bom comer e beber tudo muito quente como sopa, chocolate, café, caldo, mas nada como sentir o nosso adorável calor. Quando o sol apareceu na sexta-feira sai para dar uma volta e me encantei com os ipês rosa totalmente floridos na avenida Lavapés. Os dias gelados não os afetou, pois estão belíssimos como sempre nessa época do ano.

 Mesmo acostumados com as altas temperaturas, a maioria dos cuiabanos não gostaram nada desses dias gelados. E até a chegada da primavera em 23 de setembro, ainda podemos ter mais dias gelados e tomara que sejam suportáveis.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Mallorn - a Árvore Dourada

J.R.R. Tolkien era um homem extraordinário,  pode-se notar pela mitologia que ele criou ao lermos seus livros. O que me fascina até hoje é a árvore dourada de Lothlórien conhecida como mallorn.

 A mallorn era uma grande e bela árvore. Sua casca era lisa e prata acinzentada.  As folhas de mallorn ficavam douradas no outono. As folhas douradas ainda permaneciam na árvore no inverno e caiam para a cobertura do solo na primavera. Depois novas folhas brotavam – verde na parte de cima e prata na parte de baixo – e flores douradas floriam sobre os galhos.

As árvores Mallorn, originalmente cresceram em Tol Eressëa, a ilha que se localizava na costa de Aman nas Terras Imortais. As árvores Mallorn também podem ter crescido na terra de Gondolin em Beleriand. Os Elfos trouxeram as árvores Mallorn para os Homens de Númenor e elas cresceram nas praias em torno da Baía de Aldanna. 

Tar-Aldarion, o sexto Rei de Númenor, deu frutos prateados da mallorn como um presente para Gil-galad em Lindon, na Terra Média. As árvores mallorn não enraizaram em Lindon, mas Galadriel trouxe alguns dos frutos para Lothlórien e os plantou. Sob seu cuidado, as árvores mallorn cresceram e floresceram e Lothlórien tornou-se conhecida como a Floresta Dourada.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Festival de Woodstock - 1969

 Em 1969, quatro jovens idealizam um festival de música sem ter noção de que o mesmo se tornaria o maior evento mundial do rock. Eram eles: John Roberts, Joel Rosenman, Michael Lang e Artie Kornfeld.

O acontecimento seria realizado em uma área campestre, a 129 quilômetros de Nova Iorque, na região de Bethel, com o objetivo de reunir cerca de cem mil pessoas, que ao final somavam mais de 450 mil participantes, em apenas três dias, tendo todas as expectativas superadas.

Woodstock, realizado nos dias 15, 16 e 17 de agosto de 1969, ficou conhecido como o maior dos festivais, tendo como lema "Três Dias de Paz, Amor e Rock and Roll".

Através do mesmo, reuniu-se consagrados nomes do rock and roll, como Janis Joplin, Jimmy Hendrix, Joe Cocker, Jefferson Airplane, Santana, Bob Dylan dentre outros nomes do rock, que também se consagraram como músicos ao se apresentarem no evento.

Com o festival da contra cultura, contra a ingenuidade e a utopia, marcou-se a liberdade dos jovens, numa apologia à diversão e ao estilo musical que extrapola as regras e os limites impostos pelos mais  conservadores da época. Por Jussara de Barros -Equipe Brasil Escola

terça-feira, 23 de julho de 2013

Julio Verne - O Pai da Ficção Científica

 O escritor francês Júlio Verne (Jules Gabriel Verne) é conhecido como o pai da ficção científica. Suas obras mais famosas foram histórias de aventura, nas quais descrevia tecnologias e descobertas científicas muito antes delas se tornarem realidade, como as viagens espaciais (em Viagem ao Redor da Lua, 1869) e o submarino (em vinte Mil Léguas Submarinas, 1870), entre outras.

Em 1948 passa a viver em Paris, onde cursou Direito, por desejo de seu pai. No ano seguinte, Júlio Verne é introduzido no círculo literário de Paris, por intermédio de seu tio Châteaubourg. Conhece então personalidades como Victor Hugo e Alexandre Dumas (pai). Passa então a dividir seu tempo entre os estudos do Direito e da Literatura. Em 1949 se forma como advogado, mas segue escrevendo para o teatro.

Incentivado por Alexandre Dumas, em 1850, estreia sua primeira peça de teatro. Nesse mesmo ano, pela primeira, faz uso de seu diploma em Direito e passa a trabalhar no Teatro Lírico de Paris, como operador financeiro. Nessa época, Júlio Verne passou a se interessar pelas descobertas científicas, e aprofundou seus estudos em ciências e geografia. Em 1851 escreveu seu primeiro conto de ficção científica.

Em 1862 conheceu o influente editor Pierre Jules Hetzel, que publicou sua obra Cinco Semanas em um Balão. O sucesso foi tamanho, que Hetzel ofereceu a Júlio Verne um contrato no qual estava previsto que ele deveria escrever dois livros por ano, pelos próximos 20 anos. O contrato foi cumprido por Júlio Verne por 40 anos.

De sua imensa obra (mais de cem títulos, entre romances, novelas e peças de teatro) as mais famosas são: Vinte Mil Léguas Submarinas (1870), A Volta ao Mundo em Oitenta Dias (1872), Viagem ao Centro da Terra (1864), Da Terra à Lua (1865), A Ilha Misteriosa (1874) e Viagem ao redor da Lua (1869).

Em 24 de março de 1905, Júlio Verne faleceu, junto à mulher e ao filho.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Cinema como Diversão III

No outono - inverno é a época ideal para assistir filmes de terror. Eu não gosto de assistir esse tipo de filme durante à noite, mesmo sabendo que nem tudo é real.
Como estamos em férias e está frio vamos listar alguns só por pura diversão.

1. Anjos Rebeldes
2. Planeta Terror
3. Poltergaist
4. Extermínio 1 e 2
5. A Casa dos 1.000 Corpos
6. O Corvo - Vingança Maldita
7. Viagem Maldita
8. A Hora do Pesadelo(todos)
9. Rec 1 e 2
10. O Exorcista

11.30 dias de Noite(1 e 2)
12. O Chamado 1 e 2
13.  Arrasta-me para o Inferno
14. O Bebê de Rosemary
15. Carrie, A Estranha
16. Cemitério Maldito
17. Deixa Ela Entrar
18. A Rainha dos Condenados
19. Espelhos do Medo
20. Jogos Mortais(todos)

A Literatura que faz minha Cabeça VIII

Férias e leitura é uma boa pedida. Os livros espíritas são maravilhosos
 1. Quando o Passado não Passa(Elisa Masseli)
2. O Talismã Maldito(Vera Lucia M. de Carvalho)
3. Muitos são os Chamados(Vera Lucia M. de Carvalho)
4. Violetas na Janela(Vera L. M. de Carvalho
5. Reconciliação(Vera L. M. de Carvalho)
6. Do Calvário ao Infinito(Victor Hugo)
7. Amor e Ódio(Yvonne A. Pereira)

8.O Matuto(Zíbia Gasparetto)
9. Laços Eternos(Zíbia Gasparetto)
10. Nosso Lar(Chico Xavier)
11. Memórias de um Suicida(Yvonne A. Pereira)
12. Brasil Coração do Mundo Pátria do Evangelho(Chico Xavier)
13. Missionários da Luz(Chico Xavier)
14. Ave Cristo(Chico Xavier)
15.Quando a Vida Escolhe (Zíbia Gasparetto)

sábado, 20 de julho de 2013

Arroz - Doce

Aqui em casa depois do almoço sempre tem sobremesa e aquelas que a mãe faz são as preferidas. Hoje vou falar sobre o arroz - doce que eu particularmente gosto de comer quente.

O arroz-doce normalmente cozido em leite e açúcar, é uma iguaria popular em todos os lugares onde o arroz é conhecido e desde tempos imemoriais, como testemunham antigos textos sobre a vida do Buda.

Em todos os países da Ásia – de onde é originário o arroz  –, da Europa e da África, para onde foi levado por antigos viajantes e comerciantes, e das Américas, para onde foi levado pelos colonos europeus, existe uma tradição de arroz-doce.

O arroz pode ser cozido diretamente no leite, ou em água e açúcar, juntando mais tarde leite condensado ou nata. Em termos de condimentos , o arroz-doce aceita amêndoas, como na receita tradicional culinária da Dinamarca  , qualquer tipo de frutas, chocolate , muitos temperos, como a canela e cravo e mesmo folhas de pandano como  numa receita das Maldivas.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Cinema como Diversão II

Estamos em férias, portanto, a diversão visual deve ser prioridade nesses dias...
1. Homens de Preto (1, 2 e 3)
2. Marcas da Violência
3. Carga Explosiva(1, 2 e 3)
4. O Silêncio dos Inocentes
5. Doom - A Porta do Inferno
6. Arquivo X - O Filme
7. Arquivo X - Eu quero acreditar
8.Hulk(todos)
9. Encontro Explosivo
10. Bandidas
11. Cubo
12.Donnie Darko
13. Clube da Luta
14. A Noiva Cadáver
15. S. Darko - um conto de Donnie Darko
16. Aliens vs. Predadores (1 e 2)
17. O Predador(1, 2)
18. Predadores
19. Kull - O Conquistador
20. Batman - O Cavaleiro das Trevas(1, 2 e 3)


quinta-feira, 18 de julho de 2013

Circuito das Cachoeiras em Chapada dos Guimarães

Eu já escrevi sobre o Parque Nacional de Chapada dos Guimarães e sua natureza exuberante. Aproveitando meus poucos dias de férias, juntamente com alguns amigos, refiz o Circuito das Cachoeiras; pois agora só pode ser feito acompanhado de um guia.

 O passeio começa pela cachoeira Véu de Noiva, onde também não é permitido descer por questão de segurança, para as fotos e depois à pé efetuamos uma caminhada de mais ou menos 6 km para chegar as cachoeiras.

No passeio ao Circuito de Cachoeiras o visitante terá oportunidade de conhecer e mergulhar em 5 das 7 cachoeiras. Por ser "inverno" a água fica extremamente fria o que não me animou para um mergulho, mas meus amigos aproveitaram e muito.Eu vou escrever sobre as que mais chamaram minha atenção como:

  Cachoeira das Andorinhas

É a penúltima cachoeira do circuito, mas nossa guia achou melhor começarmos por ela. É uma das cachoeiras mais altas, com aproximadamente 30 metros de queda d'água. E a descida é feita através de uma escada de madeira com 88 degraus. Minhas pernas ficaram doendo uns três dias.
 Era a cachoeira preferida dos hippies de 1980, onde acampavam e chegavam a passar meses. Era conhecida como cachoeira dos Malucos.  É realmente maravilhosa e com um visual incrível, tem um poço ótimo para nadar e proporciona a massagem natural embaixo da queda da cachoeira.
Cachoeira do Pulo

Tem uma altura de cerca de 2,5 metros e espaço para nadar um pouco. É possível ir até a queda d'água e receber uma massagem natural. O nome da cachoeira se deve às brincadeiras que muitos visitantes faziam, que era o de pular do alto da cachoeira. Hoje não é mais permitido por questões de segurança, pois o rio acumulou areia e folhas no fundo da queda e tornou o lugar mais raso. É uma ótima cachoeira!
Prainha

A cachoeira mais baixa do circuito, quase que formando apenas uma corredeira nas pedras. Tem um poço bastante grande, bom para nadar, rodeado de floresta e com uma praia bem agradável. É uma cachoeira recomendada para o momento do pic-nic, pois sempre há uma sombra refrescante e acolhedora na sua praia. Um dos lugares preferidos pelas crianças que visitam o parque nacional de Chapada dos Guimarães.

domingo, 14 de julho de 2013

Guy Fawkes - Muito mais que uma Máscara

 Guy Fawkes (Iorque, 13 de abril de 1570Londres, 31 de janeiro de 1606), também conhecido como Guido Fawkes, foi um soldado inglês católico que teve participação na "Conspiração da pólvora" (Gunpowder Plot) na qual se pretendia assassinar o rei protestante Jaime I da Inglaterra e todos os membros do parlamento durante uma sessão em 1605, objetivando o início de um levante católico. Guy Fawkes era o responsável por guardar os barris de pólvora que seriam utilizados para explodir o Parlamento do Reino Unido durante a sessão.

Porém a conspiração foi desarmada e após o seu interrogatório e tortura, Guy Fawkes foi condenado a execução na forca por traição e tentativa de assassinato. Outros participantes da conspiração acabaram tendo o mesmo destino. Sua captura é celebrada até os dias atuais no dia 5 de novembro, na "Noite das Fogueiras" (Bonfire Night).

Fawkes e os demais conspiradores foram condenados à morte por decapitação e depois serem estripados e esquartejados. Em um último ato de desafio antes de ser conduzido ao local de execução, Fawkes conseguiu se desvencilhar dos guardas e pular de uma escada, quebrando o pescoço e evitando assim a tortura. Seu corpo foi esquartejado e exposto publicamente junto com o dos outros conspiradores.

Ainda nos dias de hoje o rei ou rainha vai até o parlamento apenas uma vez ao ano para uma sessão especial, sendo mantida a tradição de se revistar os subterrâneos do prédio, antes da sessão.

A graphic novel V de Vingança, com roteiro de Alan Moore e arte de David Lloyd, possui influências da "Conspiração da Pólvora". Um personagem que utiliza o codinome V e que utiliza uma máscara inspirada no rosto de Guy Fawkes, tenta promover uma revolução na Inglaterra fictícia (década de 1990) onde é ambientada a graphic novel. A explosão do parlamento inglês também era objetivada, buscando-se concretizar, de certa forma, os planos da conspiração da pólvora.

Outra influência é encontrada em pelo menos dois dos livros da saga Harry Potter: em Harry Potter e a Pedra Filosofal, no primeiro capítulo, a história é explicitamente citada quando dois locutores de televisão, ao anunciarem uma chuva de estrelas observada anormalmente no céu, atribuem a sua origem a uma provável comemoração antecipada da Noite das Fogueiras; e em Harry Potter e a Câmara Secreta, no capitulo doze, uma fênix é chamada de Fawkes, tentando traçar um paralelo entre o mito da fênix que, após morrer renasce das suas próprias cinzas, e a necessidade do renascimento social, cultural e político na Inglaterra, concretizável caso a revolução fosse adiante.

sábado, 13 de julho de 2013

Planeta Vênus

 "Conhecido desde a Antiguidade, o planeta Vênus atrai o olhar do observador mais desatento por ser o astro mais brilhante do céu noturno, descontando-se a presença da Lua.

 E o segundo planeta do Sistema Solar em ordem de distância a partir do Sol, orbitando-o a cada 224,7 dias.

 Não possui satélites naturais e por ser um planeta interior, só é visível da superfície da Terra ao amanhecer, acima do horizonte leste ou ao anoitecer, para os lados do oeste. 

Por esse motivo, é conhecido como a estrela d'alva, a estrela matutina, a estrela vespertina, a estrela do pastor, nomes, em parte, impróprios, pois Vênus não é uma estrela, mas um simples planeta do Sistema Solar.

A atmosfera estende-se desde a superfície até uma altitude em torno de 400km e é dividida em duas partes principais: uma camada inferior, composta por 96% de dióxido de carbono, 3% de nitrogênio e 1% de gases nobres (Hélio, Neônio, Argônio e Xenônio), além de dióxido de enxofre, e traços de vapor d'água. Acima, a cerca de 50 km de altitude, encontra-se uma cobertura de nuvens disposta em três camadas distintas, composta principalmente por ácido sulfúrico.

A alta concentração de dióxido de carbono é responsável por um efeito estufa global, que mantém a temperatura na superfície em torno de 400°C praticamente no planeta inteiro."
Escrito pela Profª Regina Auxiliadora Atulim  

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Terra do Fogo

 A Terra do Fogo (em castelhano Tierra del Fuego) é um arquipélago na extremidade sul da América do Sul, formado por uma ilha principal (a Ilha Grande da Terra do Fogo, muitas vezes chamada igualmente Tierra del Fuego) e um grupo de ilhas menores. Sua superfície total é de 73.753 km² (semelhante ao território da Irlanda), sendo o arquipélago separado do continente sul-americano pelo estreito de Magalhães. A ponta mais a sul do arquipélago é o Cabo Horn.

Em 1881 o território foi dividido entre a Argentina (província da Terra do Fogo) e o Chile (província da Terra do Fogo).

As ilhas têm formação a partir do choque de placas tectônicas marinhas, formando um arco de ilhas, que no caso, são voltadas para sudeste. Essa formação indica a presença de rochas metamorfizadas, como por exemplo rochas magmáticas. Somando a isto, a região possui grande instabilidade tectônica, portanto há relatos e estudos sobre atividade de vulcanismo e terremotos.

As localidades mais importantes do arquipélago são Ushuaia, Rio Grande e Porvenir, as duas primeira na parte argentina e a última na chilena.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

O Casal Teen mais Alegre do Cinema

Josh e Jennifer me encanta pela alegria que ambos irradiam o tempo todo como mostra as fotos abaixo:

A Literatura que Faz minha Cabeça VII

Eu estou sempre lendo algo novo para minhas aulas de História, mas não consigo ficar sem ler um romance ou um tema que alimente um pouco mais minha mente.

1. A Estrada(Cormac McCarthy)
2. O Poder da Bruxa(Laurie Cabot)
3. A Caminho da Luz(Chico Xavier - Emmanuel)
4. Lafaiete - de Getúlio a JK(José de Assis Silva)
5. Assassin's Creed(todos) Oliver Bowden
6. Santos e Daimones(Rita Laura Segato)
7.Chaplin & OOna(Frederick Sands)

8. Quincas Borba(Machado de Assis)
9.História das Revoluções em Mato Grosso(Rubens de Mendonça)





 10. Períodos Conturbados da Política Matogrossense(João M. de Barros)
11. Evolução Histórica do Liberalismo(Antonio Paim)
12. O Liberalismo e a Europa(Ralf Dahrendorf)
13. Ser Negro no Brasil Hoje(Ana Lucia E. F. Valente)
14. O Retorno de Martin Guerre(Natalie Zemon Davis)
15. O Queijo e os Vermes(Carlo Ginzburg)

sábado, 6 de julho de 2013

MEU AMIGO E IRMÃO!

Todos nós temos um amigo que é um verdadeiro irmão. É um irmão por afinidade; um irmão fora de casa; mais irmão que os próprios irmãos. Eu tenho alguns amigos maravilhosos e mesmo aquele por quem meu coração bate é um amigo muito especial.

Hoje meu querido AMIGO E IRMÃO FENELON  faz aniversário, 53 anos, e resolvi lhe dedicar uma página neste blog. Eu espero que ele goste do que vou escrever aqui.

Nós nos conhecemos na adolescência lá na Praça da Igreja Boa Morte. Aliás, as famílias tradicionais moravam todas no entorno da Praça. A família dele foi muito importante na política cuiabana e até hoje seu sobrenome é sinônimo de poder.!

Todas as crianças brincavam na praça ao entardecer e nós nunca conversamos nem mesmo na Escola Técnica Federal de Mato Grosso onde estudamos. Entretanto, nos víamos sempre, afinal Cuiabá era uma cidade pequena.
 Depois que ele formou  foi para Lavras/MG estudar agronomia e ficamos vários anos sem nos ver. Um dia
por acaso nos encontramos no Rio de Janeiro e novamente não nos falamos. Era minha primeira viagem de férias longe de Cuiabá e quando voltei comecei a trabalhar na SEDUC.

Em 1985, passamos no vestibular da UFMT para História e quem eu vejo no dia da matrícula: meu vizinho de longa data! Ele e mais uma colega da SEDUC eram os únicos conhecidos. E logicamente que não esperava uma forte amizade, talvez por ele ser rico, bonito e sua inteligência descobri ao longo dos anos.

Já não me lembro como foi nossa primeira conversa, mas ela aconteceu e pela metade do ano ainda não éramos grandes amigos, mas ele se mostrava muito atencioso com todos. Em dezembro no amigo oculto efetuado pela turma ele já fazia parte de meu seleto grupo de Amigos.

Como colegas  vivemos aventuras incríveis : estudos, passeios, viagens; só não  acampamos em barracas. Assisti as discussões diárias entre ele e meu amor; sofremos com os problemas dos outros amigos, nos alegramos em cada reencontro. E como no filme O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas, deixamos aquela alegria despreocupada da Academia para nos lançarmos no concorrido mercado de trabalho.
Também como no filme éramos um grupo composto de sete amigos e hoje devido aos afazeres de cada um, já não nos encontramos como nos tempos de estudantes. Mas, "nunca deixamos o fogo de nossa amizade se apagar". Fenelon se tornou um amigo e irmão tão querido, que é o único de quem aceito críticas.

 Ele conhece todos os meus gostos; me trata como irmã caçula, sendo que temos a mesma idade; e vive me trazendo presentes. Eu jamais lhe dou um presente em troca... O que poderia dar para alguém que tem tudo? Um muito obrigado é pouco, então, todos os dias peço ao Senhor Deus que lhe abençoe e o proteja sempre para que ele continue sendo essa pessoa MARAVILHOSA que encanta todos ao seu redor. Feliz aniversário meu AMIGO E IRMÃO.





sexta-feira, 5 de julho de 2013

Susi - A Boneca que nunca Tive

Como eu já escrevi anteriormente, quando éramos crianças a mãe não tinha dinheiro para comprar os brinquedos dos sonhos; e no meu caso eu sonhava em ganhar uma boneca Susi. Isso porque as nossas bonecas eram de plástico e sem cabelos.

 Sendo filha mais velha eu nem tinha tempo para brincar de bonecas, pois cuidava de meus irmãos menores. Mesmo assim sempre desejei uma Susi ainda que ela fosse ficar guardada na caixa por longos anos.

Susi é uma boneca brasileira da fábrica Estrela. Ela compete com a Barbie pela preferência das meninas. No entanto, apesar de ser considerada uma boneca genuinamente brasileira, ela surgiu como uma cópia exata da boneca norte-americana Sindy, que era uma versão mais dona-de-casa da Barbie nos Estados Unidos.

Lançada em 1966, dela registra seu fabricante que "a Estrela introduziu nesse período outro conceito de grande sucesso: o de fashion doll, com a Susi – uma boneca que foi querida por diversas gerações de meninas brasileiras até 1985, quando deixou de ser fabricada, voltando a ser lançada em 1997 após serem distribuídas mais de 20 milhões de unidades.

Em 1970, a Estrela lançou o namorado da Susi: o Beto. Em seu relançamento em setembro de 2007, a Susi ganhou um corpo mais esguio. Suas pernas ficaram mais finas e delineadas, a cintura também afinou e os seios ficaram mais volumosos.

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Cinema como Diversão

Hoje eu vou listar alguns filmes para pura diversão...
 1. Ponte para Terabítia
2. Serenity
3. Aeon Flux
4. Salt
5. Armagedon
6. O Iluminado
7. Como domar seu Dragão(desenho)

8. Piratas do Caribe(todos)
9. Constantine
10. Harry Potter(todos)
11. Vingança em Bancok
12. Missão Impossível(todos)
13. Madagascar(desenho)
14. O Reino
15. Star Trek
16. Top Gun
17. Até o Limite da Honra
18. Jogos Patrióticos
19. RED - aposentados e perigosos
20. Homem Aranha(todos)

terça-feira, 2 de julho de 2013

Dia da Independência da Bahia

 "A luta pela Independência da Bahia começou antes da brasileira, mas ela só aconteceu um ano depois. A guerra durou cerca de um ano e alguns dias, entre 25 de junho de 1822 e 2 de julho de 1823. Os constantes desentendimentos e a insatisfação com a Coroa Portuguesa vinham se intensificando desde o século XIX.

O estopim da guerra aconteceu em fevereiro de 1822, quando o governo português nomeou o tenente-coronel Madeira de Melo para exercer o cargo de comandante das armas na Província, em substituição do coronel brasileiro Manuel Pedro de Freitas Guimarães. Mas a nomeação de Madeira de Melo não foi aceita de forma pacífica pelos brasileiros. O tenente-coronel português ordenou que as tropas lusitanas ocupassem as ruas de Salvador. Os brasileiros também reagiram e os conflitos começaram.

Os batalhões formados majoritariamente por baianos tomaram o Forte de São Pedro, de onde enfrentaram outros batalhões de maioria portuguesa. Quando os portugueses tomaram o forte e prenderam Freitas Guimarães, festejam atacando casas, pessoas e invadindo o Convento da Lapa, onde se encontravam alguns revoltosos, assassinando a abadessa Joana Angélica.

Alguns brasileiros se entregaram, outros dispersaram, indo em direção aos subúrbios da capital, ou às vilas do Recôncavo baiano, onde se organizaram. Os fazendeiros municiaram os combatentes, a exemplo do avô do poeta Castro Alves, o major José Antonio da Silva Castro, que formou o Batalhão dos Voluntários do Príncipe - popularmente apelidado de “Batalhão dos Periquitos”-, no qual lutou Maria Quitéria. Os negros também se organizaram e formaram o Batalhão dos Henriques, com a promessa de que seriam libertados.

Diante da derrota em Pirajá e da impossibilidade de tomar Itaparica, o tenente-coronel português Madeira de Melo, cada vez mais enfraquecido, viu o custo de vida disparar na cidade. Em junho de 1823, ataques por terra, em várias frentes, acabaram com a tomada de postos de defesa portugueses. Acuado, e sem bases de defesa, Madeira de Melo se retirou na madrugada de 2 de julho de 1823."(Jornal da Bahia)

segunda-feira, 1 de julho de 2013

O Camboja continua Surpreendendo

Camboja: descoberta cidade medieval com 1.200 anos 


"Foram necessários anos de investigação arqueológica para se chegar, por fim, à descoberta de Mahendraparvata – uma cidade medieval próspera na montanha de Phnom Kulen, 350 anos antes da construção do famoso complexo de templos Angkor Wat, no noroeste do Camboja.

Evans e a equipa andaram através da selva repleta de minas, atravessando rios e pântanos, até descobrirem as ruínas de outros cinco templos anteriormente não contabilizados e evidências de antigos canais, diques e estradas. As descobertas confirmavam os dados avançados pela tecnologia aérea a laser Lidar.

Há muito que os cientistas não conseguiam desvendar a real dimensão de Mahendraparvata, devido à densa floresta que a encobre. O momento eureka só foi possível graças aos dados fornecidos pela tecnologia.

A equipa encontrou templos provavelmente saqueados há séculos, outros totalmente intactos e ainda uma caverna com esculturas historicamente significativas usada por eremitas do período Angkoriano.

Em Phnom Kulen, os dados Lidar revelaram centenas de montes misteriosos com vários metros de altura em toda a cidade – na maior parte, enterrada. Durante séculos, a montanha existiu como lugar sagrado, onde dezenas de milhares de peregrinos se dirigem anualmente para ritos espirituais.

As descobertas são surpreendentes. O trabalho arqueológico está agora a ser feito de forma restrita, devido às minas que foram colocadas indiscriminadamente pela montanha durante a guerra civil."