sábado, 21 de dezembro de 2013

Fábrica de Espadas no Brasil

 "Uma pequena loja que fica em Santos, no litoral de São Paulo, se destaca há mais de 50 anos por vender produtos bastante exóticos. O comércio trabalha com a venda de espadas militares, espadas decorativas, espadas religiosas, armas da cultura oriental, brasões de famílias, réplicas de armaduras medievais e réplicas de canhões.

O proprietário da empresa, Carlos Fernando Parreira Júnior, conta que a empresa passou de pai para filho e que está há 8 gerações em sua família. “A família é de origem espanhola, de Toledo. Os bisavós já faziam espadas militares, até que chegando ao Brasil começamos a fazer também. Nós não fizemos as decorativas, fomos no Ministério do Exército para fabricar as espadas militares e começamos a produzir. Somos a empresa mais antiga do Brasil fabricando espadas militares”, explica Carlos.

Carlos também fala sobre a produção das espadas, que são feitas toda de forma artesanal. “O nosso processo de produção de espadas é completamente artesanal. Ainda não existe uma máquina de fazer espadas. Espero que não exista por muito tempo. Nós temos que cortar o aço, dar formato a ele, dar o formato da lâmina, formato do guarda-mão, formato dos cabos, fazer a montagem, o polimento. Isso quer dizer que uma espada, para ser produzida, leva por volta de 15 a 30 dias”, diz.

A espada mais cara que a loja produz é a de General, que é a cópia da espada de Duque de Caxias. Todos os anos são formados 80 generais e o comércio fornece a espada a cada um deles. Além dos Generais, os presidentes brasileiros também recebem a mesma espada, como explica Carlos. “Essa espada também é uma espada diplomática. Ela é doada pelo estado para o Presidente da República.

 Nós fabricamos espadas para as minisséries e novelas da Rede Globo, Em “A Casa das Sete Mulheres”, “A Muralha” e “Caminho das Índias”, todas as espadas fomos nós que fizemos."(G1- julho 2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário